11 de fev de 2013

[Filosofia] PEDRO LUSO - Da riqueza e da ação do tempo





DA RIQUEZA E DA AÇÃO DO TEMPO
              [PEDRO LUSO DE CARVALHO]


No passado, o homem de descendência aristocrática acumulava bens materiais para subjugar outros homens.  No presente, o homem de boa linhagem quer a mesma coisa que queriam os antigos. Fossem eles inteligentes estariam livres dessas ilusões, porque saberiam que nenhum tipo de riqueza é capaz de interromper a ação cáustica do tempo.  


             *  *  *


2 comentários:

Arturo disse...

Pedro:
Muy bueno tu post. Ya es bien conocido que la mortaja no tiene bolsillos y -sin embargo- hay gente que vive para el dinero.
Un gran abrazo.

Pedro Luso disse...

Obrigado, Arturo.

É verdade o você diz: "la mortaja no tiene bolsillos".

Grande abraço,
Pedro.