17 de jul de 2013

[Jazz] LOUIS ARMSTRONG - O filho de New Orleans

Louis Armistrong



                   [ PEDRO LUSO DE CARVALHO ]


        A obra integral gravada por Louis Armstrog sob seu nome, entre novembro de 1925 e abril de 1932, está registrada em quatro álbuns indispensáveis para lhe conhecer a grandeza. O primeiro disco da série agrupa dezesseis interpretações desse primeiro Hot Five, um com o delicioso exercício de virtuosismo que é Cornet shop suey, e com Heebie jeebie que constitui a primeira peça onde se ouve Armstrong cantar, e o segundo é dominado por Skid-dat-de-dat, onde, após um solo de formosa nobreza, um vocal scat traz uma seqüência divertida, cheia de imprevistos.

       Em seu Hot Five de 1925-1926, nota-se imediatamente o triunfo da personalidade sobre a coletividade e antes de tudo a marca de Armstrong, que ultrapassa todos os seus parceiros tanto por seu excepcional senso rítmico, de uma facilidade e flexibilidade absolutas, quanto pelo equilíbrio de seus desenvolvimentos e a emoção que canaliza sempre o seu discurso. A maior parte das execuções não vale senão por ele, como Sunset café ou Big Butter and Eggman.


                                                                                 (André Francis)

Ref. FRANCIS, André. Jazz. Trad. de Antonio de Padua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 1987, p.42.

                                                                *  *  *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO