24 de abr de 2012

JOÃO GUIMARÃES ROSA / Estas Estórias

João Guimarães Rosa

       
                     
                     por  Pedro Luso de Carvalho
      
       
        No artigo intitulado "Rogo e Aceno", com que, em 29 de julho de 1967, "semidespedia-se" de seus leitores de Pulso, João Guimarães Rosa anunciava a próxima publicação, no volume intitulado Tutaméia, de seus contos saídos naquele periódico, assim como a suspensão provisória de sua colaboração.  "Gravam-me compromissos excessivos - escrevia - e o tempo que me resta preciso empregá-lo, sem mais adiamento possível, na terminação de um livro. Outro. Mas, este, de novelas ou contos longos. Do jeito,  não conseguiria num saco fazer caber caber todos os proveitos".
                    
        Nos papéis do escritor foram encontrados vários esboços dos índices deste volume, Estas Estórias, que infelismente hoje sai como livro póstumo. Ele devia abranger oito novelas longas e a entrevista-retrato com "Com o Vaqueiro Mariano". Foram também encontradas as oito novelas constantes de um desses índices: quatro já publicadas em vida do Autor e quatro inéditas (...).


                                                                                    (Paulo Ronái)


            In Guimarães Rosa, João. Estas Estórias. Nota introdutória de Paulo Rónai. 4ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988, p. 7.



                                                                        *  *  *


 

Um comentário:

  1. Boa noite, querido amigo Pedro Luso.

    GRANDE SERTÃO VEREDAS, tornou-se um ótimo seriado na TV.
    Poderiam adaptar essas quatro inéditas, que, com certeza, dariam um grande ibope.

    Tenha um lindo fim de semana.

    Beijos.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO