9 de jul de 2011

JOÃO UBALDO / Papo sobre literatura

João Ubaldo




        (Folha.com - 09 de Julho de 2011.)

        Encaro com enorme tédio papo de literatura, diz João Ubaldo.  

      "Qual a sua primeira impressão da Flip, João Ubaldo?", foi a pergunta que abriu hoje à noite a entrevista concedida pelo escritor baiano, que participa pela primeira vez da festa literária de Paraty.

        "Nenhuma. Só que está fazendo frio. Cheguei hoje à tarde, fui dormir e acordei agora", disse ele, causando risos.

         João Ubaldo Ribeiro, que boicotou a Flip em 2004 - alegando ter sido subestimado em detrimento de autores estrangeiros e que a festa era voltada a autores da Companhia das Letras -, é um dos destaques do encontro neste ano.

          Será a atração única de uma mesa amanhã à tarde, com mediação de Rodrigo Lacerda.

         Questionado sobre quais mesas da Flip gostaria de acompanhar, o autor de "Viva o Povo Brasileiro" contou que o ambiente literário não o atrai. "Não sou homem de letras. Encaro com enorme tédio papo de literatura", afirmou.

        "Eu digo isso e as pessoas acham que é blague: eu não me considero um homem de letras, como o falecido Josué Montello. Independente de se gostar da obra dele, era um homem de letras, vivia para aquilo, se interessava por discussões literárias."

        "Li muito por circunstâncias da vida, porque fui criado numa casa cheia de livros, milhares de livros, com um pai muito rigoroso."

         Ubaldo se disse surpreso com a dimensão da Flip. "Tô vendo que ela tem uma importância maior do que eu avaliava. Achava que era um festival. Mas as pessoas estão dando um status enorme a essa festa, estou agradavelmente surpreendido com isso."

         Afirmou ainda não saber se tais eventos ajudam a formar leitores. "Merecia um estudo mostrar o que acontece com esses festivais literários, que têm se proliferado tanto. Sou a favor desses eventos. O que não sou a favor é de ir muito a eles", brincou.



Nenhum comentário: