13 de abr de 2012

HENRY JAMES / Conquistas Literárias

Henry James

     
             
                por  Pedro Luso de Carvalho 


       
        HENRY JAMES foi a "mais ampla" figura literária que surgiu na América do Norte durante o século dezenove e início do atual [século vinte], afirma Leon Edel . Não foi "amplo" como Melville; não possuía a visão global deste e nem tampouco sonhava com paisagens épicas. Sua importância provém das conquistas literárias por ele anexadas ao Novo Mundo, encontrando-se apto para, no campo da ficção ocupar um lugar ao lado de George Elliot e Turguenev, Flaubert e Zola.

          Tendo constatado no romance inglês aquela forma despreocupada e frouxa dos primeiros tempos - prossegue Edel -, transformou-o em um obra complexa de arte literária. Embora fosse mais jovem que os contemporâneos aos quais se associou na Europa, atingiu em pouco tempo uma posição igual a deles, tendo-os mesmo ultrapassado em alguns aspectos. Isso porque não foi unicamente um profissional da ficção, mas um de seus melhores críticos e teóricos. Dele obtivemos a terminologia atualmente utilizada para a crítica do romance.
                                                                      
        Henry James  nasceu a 15 de abril de 1843, em Nova York, EUA, e morreu a 28 de fevereiro de 1916, em Londres, Inglaterra.


                                                                                                       
             In   EDEL, Leon. Henry James. Trad. de Alex Severino. São Paulo, Martins Editora, 1963, p. 9-10.  


                                                                 *  *  *  *  *  *

Um comentário:

Kellen Bittencourt disse...

Olá Pedro retribuindo a visita e te seguindo tbém, estou viajando hj no retorno virei com mais calma explorar o seu blog, Abraços