30 de set de 2011

O BALÉ ARGENTINO

Teatro Colon de Buenos Aires, Ar



               Mauro Santayana

        Todas as nações se fazem no confronto de suas perturbadoras e diferentes realidades, mas a Argentina, nossa mais próxima e instigadora vizinha, exagera nesse jogo permanente. Por mais que tentemos enganar o nosso juízo, os argentinos nos superam em quase todos os aspectos da cultura. Os êxitos de sua educação nos deixam envergonhados; seus cientistas e pesquisadores só recentemente se deparam com a ainda tímida competição brasileira. 

        Os argentinos obtiveram cinco prêmios Nobel, dois pela sua atuação política na promoção da paz (Carlos Saavedra Lamas, em 1936, e Adolfo Pérez Esquivel, em 1980), dois de Medicina (Bernardo Houssey, em 1947, e Cesar Milstein, em 1984) e um de Química, Luis Leloir, em 1970. O Brasil nunca obteve esse reconhecimento internacional, nem mesmo tendo em vista a sua singular literatura.


         
             [Fonte: Hoje às 06h15 - Jornal do Brasil]



Um comentário:

Sueli Freitas disse...

Alô Amigo.Venho informar que você ganhou um selinho e te convidar para uma brincadeira entre blogs. O objetivo é estabelecer um maior intercambio entre os blogs e aproveitar para divulga-los, além de ampliar o círculo de amizades. Conheça as regras dessa brincadeira em www,abrindomeparaofuturo.blogspot.com e pegue seu selinho. Espero você lá.
Bjs e sucesso.