2 de mai de 2011

[LITERATURA] MÁRIO DE ANDRADE / Sua Estada no Rio

Rio de Janeiro, anos 40 



        Desde o início, Mário de Andrade viveu com desconforto sua estada no Rio de Janeiro. Morou, primeiro, na rua do Catete, esquina da rua Santo Amaro, no bairro do Catete. Mais tarde, nos meses que antecederam a volta para São Paulo, em março de 1941, morou no alto da ladeira de Santa Teresa, no centro da cidade. Deu um depoimento muito vivo sobre o bairro em que morou em uma crônica - “Minha esquina”. Em outra, “Calor”, mostrou como ficou impressionado com o calor e com as baratas. Chegou a dar a Anita Malfatti sua opinião humorada sobre a situação moral dos cariocas:

        “Não serão as baratas uma das causas da profunda falta de integridade humana que me surpreende na  gente carioca? Esta dissolução do ser, esta falta de discrição e de recato, esta intemperança moral dos  guanabarinos deve ter alguma relação com a proximidade familiar das baratas, não há firmeza moral, não há inteireza intelectual que resista”.³


                                                                        (Eduardo Jardim)

³Mário de Andrade, Cartas a Anita Mafaltti, Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1989, p. 144.

Mário de Andrade
                                                                      

        Trecho do livro de Eduardo Jardim, Mário de Andrade: a morte do poeta, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2005, p. 18-19.







Um comentário:

  1. Oii, Pedro!!! Bem interessante seu post!! O Mário de Andrade é fantástico!!

    Comenta no meu blog!!Eu o atualizei!!
    Postei sobre a cantora e atriz Charlotte Gainbourg!!

    O blog é "Entretenha a Mente", e o endereço é: http://artes-e-entretenimento.blogspot.com !
    Conto com você! Comenta lá e me segue!!

    Mil beijos e tudo de bom, querido!!

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO