22 de fev de 2013

CAMUS - Herman Melville




        É quase tão difícil falar em poucas páginas de uma obra que tem a dimensão tumultuosa dos oceanos em que nasceu quanto resumir a bíblia ou condensar Shakespeare. Mas, para julgar o gênio de Melville, é indispensável admitir que suas obras traçam  uma experiência espiritual  de uma intensidade sem igual e que essas obras são, em parte, simbólicas.
                                                                 
                                                                           (Albert Camus)

Ref. CAMUS, Albert. A Inteligência e o Cadafalso e Outros Ensaios. 2ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2002, p. 28. 


                                                                      *  *  *

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

    OBRIGADO PELA VISITA.

    PEDRO LUSO