18 de nov de 2012

[Poesia] W. B. YEATS - A Rosa do Mundo



 por Pedro Luso de Carvalho


WILLIAM BUTLER YEATS nasceu num subúrbio de Dublim, Sandymount, Irlanda, em 13 de junho de 1865. (...) Yeats morreu em 29 de janeiro de 1939 e foi sepultado em Roquebrune (França). Nove anos depois uma fragata levou seus restos para a Irlanda; repousam eles hoje no cemitério de Drumcliff, de acordo com o expresso desejo do poeta, em sepultura onde se lê o epitáfio que para isso ele escreveu.

 Segue um trecho da Introdução do livro: "Em 1886, dizia John O'Leary que um dos muitos infortúnios da Irlanda era o de nunca ter produzido um grande poeta. E confiava em que Deus houvesse reservado para os irlandenses tal dádiva. A essa altura, já vinha ensaiando versos, fazia poucos anos, William Butler Yeats, o qual tinha então 21 anos e começava a escrever poesia aos dezessete".

(...) Em janeiro de 1924 Yeats viajou para Estocolmo a fim de receber o Prêmio Nobel, que lhe fora conferido.

O poema A rosa do mundo é uma das poesias que integra o livro “Poemas de W. B. Yeats", traduzido por Péricles Eugênio da Silva Ramos, São Paulo: Art Editora, 1987, p. 53. (O tradutor diz que “O texto que seguimos para a nossa tradução é o constante de W. B. Yeats – The Poems edited by Richard J. Finneran, Macmillan, London, 1984".)


 [ESPAÇO DA POESIA]


A ROSA DO MUNDO
  (por W. B. Yeats)



Quem sonhou que a beleza passa como um sonho?
Por esses lábios rubros, de orgulho tristonho
Por um assombro novo não acontecer,
Tróia passou, alto vislumbre funeral,
E os filhos de Usna vieram a morrer.


Nós e o mundo que lida estamos a passar:
Entre almas de homens, que oscilando dão lugar
Como as pálidas águas na invernal corrida,
Sob estrelas em fuga, espuma celestial.
Esta face sozinha leva a sua vida.


Inclinai-vos, arcanjos, na turva morada:
Antes que fósseis, ou pulsasse um coração, já antes,
Ela era ao pé do Trono, amável e cansada;
Fez Ele o mundo para ser relvosa a estrada
Ante seus pés errantes.



*  *  *


4 comentários:

Ani Cristal disse...

Seu blog continua lindo, com muitas coisas interessantes...
Beijos e espero que sua noite seja maravilhosa!

Ani

Pedro Luso disse...

Obrigado, Ani, pela visita. Volte sempre.

Abraços,
Pedro.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
ecos
de
la
tarde
callada
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
PEDRO LUSO

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE LABERINTO ROJO LEYENDAS DE PASIÓN, BAILANDO CON LOBOS, THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA …

José
Ramón...

Pedro Luso disse...

Obrigado, caro José Ramon, por sua visita e pelo seu comentário, feito de modo muito especial.

Grande abraço,
Pedro.